segunda-feira, 22 de abril de 2013

Resenha: O Pequeno Príncipe - Antonie de Saint-Exupéry

    Acredito que todo mundo já ouviu falar do livro o Pequeno Príncipe, um clássico maravilhoso. Esse livro a primeira vista parece ser infantil, mas tem um cunho filosófico extremamente tocante.
    Este ano completam-se 70 anos da publicação (1943), tendo 80 milhões de exemplares vendidos e algo entre 400 à 500 edições publicadas. Também se trata da terceira obra literária mais traduzida no mundo (sendo a Bíblia e o livro o Peregrino os primeiros), tendo sido publicado em 160 idiomas e dialetos. Além de ter um filme e desenhos animados inspirados nele (atualmente pode-se encontrar o desenho no Discovery Kids)
(Fonte: Wikipédia) 
   
    Sinopse: "Livro de crianças? Com certeza.
      Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si a criança que foi.
      Como explicar a adoção desse livro por povos tão variados, em tantos países de todos os continentes? Como explicar que ele seja lido sempre por tantos milhões e milhões de pessoas? 
      Como compreender que uma história aparentemente tão ingenua seja comovente para tantas pessoas?
      O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino."   

Amélia Lacombe.
     

    O livro fala sobre um piloto que após um acidente com seu avião, fica perdido no deserto e encontra um pequeno menino, de cabelos loiros, vindo de um planeta extremamente pequeno, onde tem uma rosa e obrigações diárias, como limpar os vulcões e arrancar os Baobás que nascem. 

   Onde Comprar:
Livraria Saraiva - R$ 29,90
Livraria Cultura -  R$ 29,90
Submarino - R$ 19,90
Estante Virtual -  De   R$ 4,00 à   R$ 30,00

Alguns Trechos:
"- A gente só conhece bem as coisas que cativou - disse a raposa.- Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma.Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!"

"Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos."

"Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante"

"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." 

"Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz."

“É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas. Dizem que são tão belas.”

" A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixa cativar..."

4 comentários:

  1. Cláudinha Santana23 de abril de 2013 19:52

    Sempre ouvi falar muito sobre esse livro e fui ficando super curiosa, comecei a procurar e não encontrei por um bom tempo. Até que alguns meses atrás estava em uma loja e o vi, imagina a alegria. Depois de tanta espera não me arrependi, a leitura é super gostosa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Cláudinha, o Pequeno Príncipe tinha sumido das Livrarias, mas agora voltou com tudo, está em primeiro lugar da lista de Best Sellers infato-juvenis da revista Época!

      Excluir
  2. "Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz." Minha frase favorita do livro. Pequeno príncipe e o tipo de livro que em cada etapa da sua vida que você lê ele te transmite alguma coisa diferente.
    É um dos meus livros favoritos.

    Ótimo texto.

    Gabriel - umpapoentrepaginas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Pequeno Príncipe é um dos únicos livros filosóficos que é fácil entendimento e que toca realmente fundo na alma. Realmente está na minha lista dos favoritos também!

      Obrigada ;D

      Excluir